Skip Navigation.

Em busca de informações contra o terrorismo internacional

Sequestro do Voo 73 da Pan Am – Karachi, Paquistão – 5 de setembro de 1986


O Departamento de Estado dos EUA autorizou uma recompensa de até US$ 5 milhões por informações que levem à prisão e/ou condenação de Wadoud Muhammad Hafiz al-Turki, Jamal Saeed Abdul Rahim, Muhammad Abdullah Khalil Hussain ar-Rahayyal e Muhammad Ahmed al-Munawar, que se acredita terem sido membros da organização terrorista Abu Nidal.

Quando se encontrava no solo, em Karachi, Paquistão, o voo 73 da Pan Am foi sequestrado, aproximadamente às 6 horas da manhã do dia 5 de setembro de 1986, por membros da Organização Abu Nidal. No momento do sequestro estavam a bordo da aeronave 379 passageiros e tripulantes, entre eles pelo menos 78 cidadãos dos EUA. A tripulação escapou, impossibilitando o deslocamento do avião. Os sequestradores controlaram o avião, exigindo uma tripulação para levar a aeronave, os sequestradores e os passageiros para Chipre. Durante o sequestro, um cidadão americano foi executado na porta do avião. No fim, os sequestradores abriram fogo contra os passageiros. Foram assassinados pelo menos 20, e mais de 100 ficaram gravemente feridos.

As autoridades paquistanesas prenderam quatro suspeitos no local e mais tarde capturaram um quinto suspeito, que ajudou no plano de ataque. Os cinco, inclusive os quatro que são objeto desta oferta de recompensa, foram julgados, considerados culpados e condenados à prisão no Paquistão.

Em setembro de 2001, Zayd Hassan Abd al-Latif Safarini, um dos cinco terroristas condenados, foi libertado pelas autoridades paquistanesas. Posteriormente, ele foi detido pelo FBI e processado na justiça federal dos EUA. Em 16 de dezembro de 2003, Safarini aceitou um acordo proposto pelo Departamento de Justiça dos EUA. Em 13 de maio de 2005, ele foi condenado a 160 anos de prisão.

Segundo foi divulgado, em janeiro de 2008, os quatro sequestradores objeto desta oferta de recompensa foram liberados da custódia paquistanesa. Wadoud Muhammad Hafiz al-Turki, Jamal Saeed Abdul Rahim, Muhammad Abdullah Khalil Hussain ar-Rahayyal e Muhammad Ahmed al-Munawar foram acusados no Distrito de Colúmbia, EUA, por sua participação no sequestro, mas permanecem foragidos.

Para informações adicionais, ver Terroristas Procurados

Wadoud Muhammad Hafiz al-Turki

Muhammad Ahmed al-Munawar

Muhammad Abdullah Khalil Hussain ar-Rahayyal

Jamal Saeed Abdul Rahim